Biografia

Daniel Annenberg nasceu e cresceu na Zona Central de São Paulo, depois se mudou para a Zona Oeste, onde mora até hoje. De família judaica, descendente de imigrantes russos e poloneses, teve uma educação de valores humanistas. Seus pais o inspiraram a trabalhar pela justiça, igualdade e cidadania.

Estudante dedicado, sempre foi bom aluno e gostou de ler – hábito que mantém até hoje.

 

VALORES

Consciente dos desafios de sua época – como a desigualdade social, os altos índices de violência e pobreza – e motivado em melhorar a qualidade de vida nos centros urbanos, Daniel estudou Economia e Jornalismo, mas se formou em Administração Pública na Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Ciências Sociais na Universidade de São Paulo (USP).

Seu interesse pela vida real dos moradores da cidade o levou a realizar, no último ano da FGV, uma pesquisa qualitativa inédita sobre hierarquia e convivência nos cortiços de São Paulo, moradias populares que geralmente sofrem de descaso do poder público e da sociedade.

 

VOCÊ SABIA?

De 1984 a 87, Daniel colaborou como repórter especial investigativo para o premiado livro-reportagem “Rota 66, a História da Polícia que Mata” (Editora Globo, 1992), do jornalista Caco Barcellos, que escreveu: “Paciência. Persistência. Organização. São virtudes fundamentais que Daniel Annenberg me ensinou a exercitar no esforço para identificar os desconhecidos.” *páginas 138-39

Na época, Daniel desenvolveu um sistema de cruzamento de informações para catalogar e identificar as vítimas até então desconhecidas. A criação deste banco de dados permitiu a identificação de 4.179 pessoas mortas por violência.

 

FAMÍLIA

Aos 55 anos, Daniel está casado há duas décadas com a psicóloga Kim, com quem tem um casal de filhos, o Teo e a Ana. A família ainda divide a casa com as gatinhas Mika e Manchinha, e as cadelas Mel e Pipoca.

Antes de começar seu trabalho na Câmara, Daniel gosta de acordar cedo e manter uma rotina que inclua exercícios físicos como pilates e natação. Frequenta encontros com os amigos da faculdade de Ciências Sociais (FFLCH/USP), com quem mantém relações desde a época de estudante.

FOCO NO CIDADÃO

Vereador de São Paulo, Daniel cumpre seu primeiro mandato com a missão de melhorar a qualidade de vida na cidade e, principalmente, o atendimento ao cidadão no serviço público. É autor do projeto de lei que instituiu a Política Municipal de Linguagem Simples – Le 17.316/2020 -, e do projeto de lei que cria o Dia Municipal de Atendimento ao Cidadão.

“Meu propósito no setor público é transformar a vida das pessoas, é oferecer serviços de qualidade para todos e de forma igualitária, sem nenhum privilégio.”  Daniel Annenberg

 

Descomplica SP, a Prefeitura perto da sua casa!

 

POUPATEMPO

Daniel é um dos idealizadores e o primeiro superintendente do programa Poupatempo, entre 1996 e 2006. O projeto é reconhecido internacionalmente pelo padrão de qualidade no atendimento ao cidadão. Vários Estados e países, como Portugal, adotaram programas inspirados nos conceitos e resultados do Poupatempo.

A qualidade dos serviços oferecidos pelo Poupatempo alcançou 98,8% de aprovação dos usuários, segundo a pesquisa anual de satisfação realizada com 7.300 pessoas pela empresa P2A Gestão em Informação, em 2018.

Os entrevistados elogiaram principalmente o bom atendimento e o respeito ao cidadão. Para 99,5% dos entrevistados, o Programa Poupatempo é “um orgulho para São Paulo”.

Daniel Annenberg, o senhor Poupatempo Revista Exame/Editora Abril

 

DETRAN-SP

Reconhecido por sua gestão eficiente e idônea, Daniel foi escolhido pelo então governador Geraldo Alckmin (PSDB) a comandar a reestruturação do Detran-SP, entre 2011 e 2016. À frente do maior órgão de trânsito da América Latina, Daniel Annenberg fez uma reforma completa para coibir a corrupção e melhorar a qualidade dos serviços.

Implantou o primeiro código de ética da instituição; ampliou de dois para 26 os serviços eletrônicos; e ainda reformou 283 unidades.

Pesquisa realizada pelo Ibope em 2012, apontou 96% de aprovação ao novo Detran. Seu portal é um dos mais utilizados no estado, com 10 milhões de usuários cadastrados e 4,3 milhões de serviços prestados por mês.

Daniel fala sobre Detran no SPTV/Globo

 

VIDA PÚBLICA

Em 2016, Daniel Annenberg foi eleito vereador de São Paulo pelo PSDB.

De 2017 a 2019, assumiu a Secretaria de Inovação e Tecnologia (SMIT), onde trabalhou para melhorar o atendimento ao cidadão, ampliou os programas de inclusão digital, aprimorou a área de tecnologia da informação e fomentou a área de inovação em governo:

  • Descomplica SP – O “Poupatempo” da cidade.
  • Fab Lab Livre – Espaços mão na massa, nos quais as pessoas podem aprender fazendo, com incentivo à cultura maker Empreenda Fácil – Redução do tempo de abertura de empresas de baixo risco na cidade de São Paulo;
  • MobiLab – Um espaço para fomentar a abertura de dados, fazer hospedagens de startups dedicadas a resolver problemas de interesse público e inovar nas formas de contratação a gestão pública.
  • Expansão do Programa WiFiLivre SP: o Programa de Metas prevê que os 120 pontos de wifi serão triplicados. O modelo de credenciamento permite que se chegue a até 620 pontos de wifi na cidade – tudo isso com redução substancial de custos para os cofres públicos.

 

LINHA DO TEMPO

2020 – Vereador pelo PSDB na Câmara Municipal de São Paulo

  • Autor do projeto de lei que instituiu a Política Municipal de Linguagem Simples – Le 17.316/2020
  • Autor do projeto de lei que cria o Dia Municipal de Atendimento ao Cidadão 

2017/2019 – Secretário Municipal de Inovação e Tecnologia.
Comandou a Secretaria de Inovação e Tecnologia (SMIT), onde trabalhou para melhorar o atendimento ao cidadão, ampliou os programas de inclusão digital, aprimorou a área de tecnologia da informação e fomentou a área de inovação em governo: 

  • Criação e entrega de sete unidades Descomplica SP, o Poupatempo da cidade.
  • Migração de 99% dos processos administrativos para o formato eletrônico (Sistema Eletrônico de Informação – SEI: a prefeitura sem papel).
  • Aperfeiçoamento do portal do SP156, que disponibiliza informações sobre 960 serviços e permite realizar 400 serviços de maneira on-line.
  • Criação do 011 Lab, laboratório de inovação no setor público, voltado a criar soluções inovadoras para problemas de interesse público, impactar a gestão e melhorar os serviços aos cidadãos.
  • Manutenção de 12 Fab Labs e fomento à cultura maker.
  • Redução de 100 para três dias no prazo de abertura de empresas de baixo risco na cidade de São Paulo, por meio do Programa Empreenda Fácil Manutenção, e ampliação do escopo do MobiLab (que virou Mobilab+), laboratório de inovação em contratação pública e de incentivo à abertura de dados.

2016 – Eleito vereador pelo PSDB, com 36.983 votos.

2011/2016 – Diretor-presidente do Detran:

  • 4,3 milhões de serviços prestados por mês.
  • 670 unidades de atendimento, com mais de 20 mil parceiros credenciados.
  • 26 serviços on line.
  • Agenda Fácil App para agendamento de consultas e exames; além de desenvolvimento de prontuários eletrônicos.
  • Índice de aprovação de 95% dos usuários em pesquisa do Ibope. 

2006/2011 – Sócio-diretor e consultor na Res Pública, empresa que implantou centrais de atendimento ao cidadão em diversos estados, como Acre e Espírito Santo; e municípios, como Belo Horizonte e São Caetano do Sul.

1996/2006 – Superintendente do Poupatempo:
Criação do melhor serviço público do Estado, aprovado por 99% da população em pesquisa do Ibope.

1993/1994 – Assessor na Secretaria de Administração Federal da Presidência da República.

1990/1992 – Assessor na Secretaria Especial de Reforma Administrativa na Prefeitura de São Paulo.