Home   Biografia   Diário do Vereador   Fazendo Leis   Na Mídia   Vídeos   Agenda   Perguntas Frequentes   Fale Conosco

Diário do Vereador


Voltar

28/05/2020
Comparação de inquérito do STF com a nazista Noite dos Cristais é uma afronta à democracia!

Foto: Creative Commons

Estarrecido com mais uma postagem do ministro da (des)educação, Abraham Weintraub, comparando a Noite dos Cristais com o inquérito do STF, que está apurando as ações do chamado “gabinete do ódio”, que produz Fake News contra seus adversários , contra as instituições e contra a democracia.


A Noite dos Cristais foi um dos episódios mais tristes do início da perseguição nazista aos judeus. Durante uma noite, em 1938, grupos paramilitares nazistas e seus simpatizantes massacraram centenas de judeus pelas ruas da Alemanha e destruíram mais de 250 sinagogas.
Na decisão de ontem, a Polícia Federal (a mesma que o presidente Bolsonaro aplaudiu na véspera) realizou buscas na casa de deputados e empresários ligados ao gabinete do ódio. Tudo dentro da lei, todos com direito de defesa, sem nenhuma violência ou arbitrariedade.

Como comparar essas duas situações?!?!


Esse ministro da (des)educação, aliás, já é reincidente. Em seus antecedentes criminais mais recentes, já comparou o isolamento social ao nazismo, como se a ciência, os governos no mundo inteiro quisessem prender as pessoas em casa para puni-las e não para protegê-las.
E ainda soubemos, na semana passada, que, em plena reunião ministerial, ele chamou os ministros do STF de vagabundos e queria prendê-los, além de admitir que odeia os povos indígenas.


Não contente com tamanhos disparates, agora ele quer comparar um processo totalmente legal, realizada com todas as garantias da lei, com uma ação bárbara praticada por um regime genocida contra uma minoria. Quer tentar reescrever a História e zombar de um dos períodos mais vividos pelo povo judeu no século passado?!?!


Senhor Weintraub! O senhor foi longe demais!


Não existe nada mais diferente dos guetos e dos campos de concentração do que o atual isolamento social. Da mesma forma, nada mais distinto do que a ação de milícias contra cidadãos indefesos e uma operação da Polícia Federal, feita com todas as garantias do devido processo legal.
Guetos e campos de concentração eram fábricas de doenças e mortes. O isolamento atual é exatamente o contrário: uma tentativa de preservar a saúde e de salvar vidas.


Grupos para-militares e simpatizantes violentos queriam a eliminação física. A investigação da CPI das Fakes, o processo no STF e a operação da Polícia Federal buscam apenas a Justiça. São instrumentos legais, de um Estado democrático de Direito.
Como descendentes de judeus, que abandonaram seus lares por causa do nazismo, me sinto agredido, ofendido e insultado por mais uma comparação absurda.


Peça para sair, senhor Weintraub, o senhor já envergonhou demais o país, o ministério e todo o povo judeu. O senhor está do lado da morte. Nós estamos do lado da vida.