Diário do vereador

06/08/20

CONHEÇA A LINGUAGEM INCLUSIVA, SEM MARCADORES DE GÊNERO

Precisamos acolher para ser acolhidos. Respeitar para sermos respeitados. Afinal, gentileza gera gentileza, já diz o dito popular!
Por isso, acredito na Linguagem Inclusiva como uma ferramenta essencial para criarmos uma cultura de tolerância, que valoriza a diversidade.

Eu e a equipe do gabinete já adotamos uma linguagem mais acolhedora, menos sexista e que agregue todas as pessoas.

Veja que interessante as dicas que o André Fischer, diretor do Centro Cultural da Diversidade e fundador do Mercado MundoMix, reuniu no seu recém-lançado Manual Prático de Linguagem Inclusiva.

Simples, prático e revolucionário!